Atitudes (pequeninas) pensando na sustentabilidade

Uma das minhas preocupações recentes, mas não tão recentes assim, é sobre que mundo vou deixar para meus filhos, para meus netos, para o resto de nossas vidas! Acordei pensando muito nisso! E penso como tudo isso pode afetar nossas vidas!

Quem me conhece, mesmo que não muito, sabe que sou cheia de ideias e ideais  (rindo de mim mesma). Hoje  compartilho um pouquinho deles com vocês!

No meu último post falei dos desafios que enfrentados diariamente. Eu acredito que um dos nossos grandes desafios será tornar nossa vida mais sustentável, como menos  consumo de coisas e mais consumo de experiências!

Isso tem a ver com nossa forma de pensar, de mudar paradigmas e de pensar de forma diferente. Isso mesmo…pensar de forma diferente. Afinal somos de uma geração que somos valorizados muito mais pelo que temos e muito menos pelo  que somos!

É um exercício diário, difícil de fazer , além da força de vontade tem que mudar o hábito, pois é, não é simples. Eu já fiz algumas experiências comigo, que deram certo, e quero dividir com vocês, onde  procuro buscar a sustentabilidade em minhas atitudes.

Foram 365 dias sem comprar absolutamente nem uma peça de roupa, sapatos e acessórios, para mim. Deu certo, consegui! Foi muito bom porque consegui vencer o desafio , consegui economizar, o que me ajudou a realizar um sonho! E sabem o que aprendi com isso: aprendi a aperfeiçoar e otimizar o que  tinha e acreditem, quase não repeti “looks”.  Tinha tanta coisa que não senti necessidade  de comprar nada, isso não quer dizer  que não senti vontade! E, se sentia vontade de alguma coisa, corria para um brechó e trocava peças. Falando em brechó o Libélula é uma excelente opção aqui em Curitiba. Uma atitude que considero perfeitamente viável e sustentável!

Fiquei 365 dias sem tomar refrigerante, consegui, cumpri uma promessa. Isso mesmo, uma promessa, daquelas que só a gente sabe por que faz! Senti uma falta danada de coca cola zero, confesso aqui para vocês,  meu maior pecado! Ficar esse tempo sem refrigerante foi uma atitude perfeitamente viável, saudável e sustentável!

Não tomar suco processado! Esse venho cumprindo a risca, além de ter um alimento mais saudável , não gero aquele monte de lixo. Virei uma máquina de fazer suco aqui em casa, as crianças adoram! Uma atitude perfeitamente saudável e sustentável!

Separar o lixo sempre, não tem como misturar lixo hoje em dia, principalmente se tu moras em Curitiba! Isso é perfeitamente sustentável e solidário… vocês já pararam pra pensar na quantidade de pessoas que vivem da reciclagem do lixo.

Sacolas retornáveis para feira e supermercado. Procuro levar sempre, e quando esqueço fico com peso na consciência! Também perfeitamente viável, sustentável e politicamente correto!

Carona solidária, sempre que posso prático. Teve uns 6 meses da minha vida que foi essencial essa atitude de uma amiga. Obrigada Vanessa Taques! Sempre  penso que é menos um carro na rua, menos gás carbônico, menos engarrafamento, menos stress… Enfim,  tem que estar sincronizado, mas se funcionar é perfeitamente viável, solidário e sustentável!

Quando lá no inicio do post, falei em termos menos e sermos mais. …Podemos começar em sermos mais pessoas de atitude, pequenas que sejam, mas que no conjunto fazem uma enorme diferença para a nossa sociedade, para o nosso futuro, nosso planeta e para o futuro das próximas gerações. Fiquei bem feliz em dividir com vocês minhas pequenas atitudes!

E vamos conjugar o verbo repensar, reutilizar, reciclar e reduzir!!

E vocês, conte pra gente quais são suas pequenas ou grandes  atitudes de sustentabilidade!

Vem...leia também

4 comments

  1. Isso tem tudo a ver com vc e pode ter a ver com quem quiser e estiver disposto a ter um mínimo de consciência, né? Gostei e vou aplicar mais…além do que acredito que mexemos com toda uma energia boa agindo dessa forma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *