Síndrome do Ninho Vazio

Essa semana tive meu primeiro sintoma dessa síndrome.

Para me entender fui buscar logo uma definição psicológica.

canguru

 

“A síndrome do ninho vazio é um processo natural da vida. Os filhos crescem, deixam a família e vão viver suas vidas. Se tornam independentes e decidem morar sozinhos, seja porque vão casar, cursar uma universidade ou buscar mais autonomia.

Vocês devem estar se perguntando porque essa “loka” está falando em ninho vazio, visto que seus 2 filhos ainda são pequenos !!

Se essa prévia não foi nada fácil,  não  posso imaginar o que vem pela frente!

Foi uma junção de fatos. Fui assistir a comédia “Minha mãe é uma peça 2”, que vai muito além de ser uma comédia, mas trata de forma nada sutil (para os bons entendedores) DO NINHO VAZIO!

Sai do cinema me sentindo um pouco dona Hermínia, daqui a uns 8, 10 anos.

E dando sequencia ao meu dramalhão psicológico particular antecipado, meu filho mais velho (o que queria ser um Jedai) vai viajar sozinho, de avião.

E daí? Daí, que para meu espanto ele não precisa de autorização para viajar,  muito menos de acompanhamte!

Pensa no meu desespero…ele só tem 13 anos, mas para as companhias aéreas ele já é considerado adulto.

No início relutei muito (emocional)!

Depois pensei de maneira prática  (racional)!

Botei tudo no liquidificador da vida e comprei as passagens para ele.

Confesso que meu coração ainda está apertado mas calculei todas as possibilidades que podem dar errado, umas 57 foram imaginadas, pelos meus cálculos de insegurança, e como toda mãe já arranjei uma culpa com cada uma delas!
Isso tudo me levou a me imaginar que daqui a 8 , 10 anos no máximo, meu filho já estará pronto  (assim espero) para bater as asas para ao o processo natural da vida.

Já diz  a música

passaros

….
“Mas ela sabe que depois que filho cresce
O filho vira passarinho e quer voar”

Calma,  não estou antecipando nada só me acostumando com a ideia!

E pensando muito mais nele, do que minha sofrência do ninho vazio, já dei inicio ao projeto de autonomia dos filhos. Esse projeto abrange coisas simples e complexas. Vai desde ensinar a andar de ônibus,  lavar louça, por roupa na máquina, arrumar o quarto, cozinhar, passar aspirador e é a próxima etapa ( e talvez a mais complexa) será pregar botão.

Ele vai aprendendo, vai crescendo, amadurecendo e se preparando para a vida e eu ficando mais tranquila

Eu mesmo com toda minha racionalidade, já sei que vou sofrer com essa tal do síndrome do ninho vazio, mas com a certeza que meu “papel” de mãe foi cumprido.

Beijos e até a próxima!

Vem...leia também

4 comments

  1. Quanta verdade no texto. Mesmo com toda a preparação, a síndrome ataca. Um pouco mais mansinha, mas ataca.Senti muito isso com o casamento do meu filho. Isto que o “menino” mora ao lado da minha casa, no esquema condomínio familiar, rsrs. Saudade de você, Maricilia querida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *