O que tem na sua família?

Quanto mais a gente cresce mais a gente vê que família é tudo igual. Complicadas e perfeitinhas todas são. E se achar que a do vizinho é melhor que a sua? Bata na porta, entre, sente e aceite o café. O bolo deles pode até ser mais fofinho que o seu, mas se provar o café, ele pode ser doce ou amargo demais para o seu gosto.

Independente do sobrenome que carregam, toda família tem momentos de alegria e confusão. E por ser família, tudo é sempre com a melhor intenção. E tem cada tipo…

Tem o dono da razão, o samambaia e o crítico.

Tem o super correto, o rico e o pobre.

Tem o com noção, o sem noção e o divertidão.

Tem o radical, o liberal, tem baixo astral e o que levanta o astral.

Tem o encrenqueiro, o zangado e o mimado.

Tem o mister limpeza e o que curte morar no meio do furacão.

Tem a tia que cozinha, a que é a alegria das crianças e a que só diz ladainha.

Tem o que bebe, o que prega, o canta e o que dança.

Tem o salvador da pátria, o criador de caso e o que não se envolve.

Tem doença, tem saúde, paz e caos.

Tem seus princípios, tem seus preconceitos e sua história.

Tem dor, tem amor, tem brigas e reconciliações.

Tem pitaco, tem sensatez, tem moral e tem demência.

Tem abundância, tem escassez, tem plástico e tem porcelana.

Famílias de fases e personalidades cada um tem a sua. Cheias de amores, acertos, defeitos e boas intenções.

Por Cintia Almeida, que não se envolve, diz ladainha, levanta o astral e tem a melhor e mais tortinha família do mundo.

E você, identificou os seus?

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *