QUE OS BONS VENTOS TRAGAM…

Não sei dizer exatamente o porquê, mas este ano começou assim tão gostosim…

Ares bons, muito bons, para lá de bons…

E que os bons ventos tragam…

Relações sem joguinhos…

Paz, tranquilidade e carinho…

Amor aos quatro ventos… Ah como precisamos dele…

Amizade, riso frouxo e gargalhada escancarada…

Que os bons ventos tragam…

Família, filhos, pais e tudo que tem direito.

Cachorro, gato e passarinho…

Andar sem destino ou no caminho…

De mãos dadas e muito beijinho…

Que os bons ventos tragam

Sol em dias nublados

Chuva fresquinha para os encalorados…

Brisa suave ao anoitecer…

Lua para se apaixonar e se envaidecer…

Que os bons ventos tragam

O brilho nos olhos e o rubor na face

A espreguiçada gostosa ao amanhecer…

Pés descalços e alma nua…

Que os bons ventos tragam

Mais encontros do que desencontros

Mas chegadas que partidas…

Mais paixão e tesão

Mais cor e mais sabor!

Que os bons ventos tragam

Muitos brindes e docinhos…

Muito suor… E que suor…

Música… Muita música… Melodias para sonhar e dançar!

E que finalmente, os bons ventos tragam:

O que você quiser…

O que você desejar…

O que você precisar…

Assim e assim… Novos começos todos os dias!

Por Pathy Bertão

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *