Nasci para ser mãe de menino!

AMO ser mãe de menino (um de 9 anos e o outro 14)…sempre tive certeza, se um dia fosse mãe,  seria mãe de menino.  Nunca cogitei outra possibilidade!

Seguindo a linha de mãe torta Que tipo de mãe você é? e mãe de adolescente Caraca! Virei mãe adolescente!, seguimos falando das mães, agora de meninos. Sim, sou uma mãe torta  por todas as razões já colocados no post acima. Não adianta, seguimos tortas  no nosso compasso e no compasso de nossos filhos. Mãe de adolescente sim, e ai impera um universo desconhecido para mim, a não ser pela minha própria adolescência!!

Vamos aos fatos, ser mãe não é uma tarefa fácil, mas a missão é perfeitamente possível sim, com muitas pedras e obstáculos no caminho, afinal estamos em constante aprendizado na missão MÂE!

A gente aprende com o brilho no olhar, o sorriso sincero,  a leveza no sono, com os super heróis, o medo do medo, a comida preferida, a comida odiada…que pode ser a amada na próxima semana, o esporte preferido, que pode ser mudado no próximo ano, o super herói favorito; o ursinho de pelúcia amigo, o melhor amigo, os amigos novos, o despertar de paixões, a paixão, a desilusão amorosa…Tudo é muito intenso e dinâmico…e no meio de tudo isso as pequenas frustrações, as conquistas, os pequenos  e grande “tombos”. A gente afaga, da carinho, abraça e chora junto. Respira fundo e com muita dor alertamos “levanta para cair novamente”!

Mergulhada  ate pescoço nesse universo descobri que:

  • Educar meninos é um ritual de muita, muita repetição. Embora ache que se aplica para meninas também!
  • Eles realmente nunca acham nada, deve ser genético. A teoria da diferença da visão espacial e focada faz todo sentido (a antropologia explica)!
  • Eles têm dificuldades de entender a diferença entre bagunçado e organizado. “mãe para que arrumar a cama se a noite vou desarrumá-la do mesmo jeito?”
  • Eles tem certeza que as toalhas molhadas tem pernas e voltam sozinhas para o banheiro!
  • Eles continuam com a certeza que a roupa espalhadas no chão do quarto voltam para o armário por conta própria!
  • Para eles, as tampas dos vasos sanitários foi um invenção totalmente desnecessária, nunca estão na posição que deveriam estar!
  • Eles odeiam ir às compras (supermercado/lojas/shopping), a não ser que seja do interesse dele!
  • São lacônicos! Os detalhes parecem não interessar! E o que era para ser um diálogo, torna-se um monólogo, -“Filho como foi teu dia? Bom!” Tentando ser apreciativa… -“Qual foi teu melhor momento do dia? R. intervalo! Por que? Brinquei!” DESISTO? NUNCA!
  • Dificilmente ficam magoados, sem dramas e mimimi. São  práticos e super sinceros (MEDOS)!
  • Adoram aventuras, se desafiar e serem desafiados…e aprontam muitooooo!
  • Fazem uma coisa de cada vez, quando assistem TV, assistem TV, se for futebol então, melhor não interromper!
  • São extremamente carinhosos. Eu serei sempre o primeiro amor da vida deles (aqui tô me achando rsrs)!
  • Geladeira e armários necessitam ser abastecidos frequentemente quando os sinais da adolescência começam a aparecer. Acabaram de jantar e lá vem a pergunta: “o que tem mais para comer?” E antes de dormir ainda precisam de um lanchinho…
  • Adoram colaborar  e apreender coisas novas  mas, o combinado precisa ser feito. “Conhecem o ditado: ”o combinado não sai caro” com eles funciona muito bem;
  • São competitivos e estrategistas. Sabem exatamente o que querem e como chegar onde querem. Avaliam com cuidado a vitima…nesse caso e EU!

Nossa missão é importantíssima,  educar  para serem homens, que respeitam as mulheres, que não acham que chorar é para os fracos,   que sejam éticos e justos. Homens que saibam demonstrar carinho!

Educar meninos, para serem homens capazes de transformar o mundo em que vivem!

E como dizem por ai, que contra fatos não há argumentos, não adianta me perguntar: Agora vai tentar a menininha, né?”. NÃO, não vou  tentar! AMO ser mãe de menino…estou plenamente feliz e realizada!

Por Mari, mãe de menino forever and ever!

 

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *