Eu sou, tu éis, nós somos!

Dessas mulheres…

Dessas mulheres que, muitas vezes,  na sua serenidade aparente tem um vulcão latente dentro de nós, que controla a erupção para não causar estrago a nação!

Dessas mulheres que amam loucamente, choram desesperadamente mas, também encontraram a tranquilidade de um amor maduro e voltam a amar loucamente!

Dessas mulheres que já partiram querendo ficar e ficou querendo partir, na dúvida permanente se essa era a melhor coisa a ser feita,  foi lá e fez!

Dessas mulheres que já foram tomadas de certezas mas que no dia seguinte acordou com um oceano de dúvidas batendo na sua existência!

Dessas mulheres que já estenderam a mão, mas que bem lá no fundo no fundo era ela quem precisava de colo. Dividiu a pouca força que tinha e ficou feliz de ver o outro feliz!

Dessas mulheres que quebraram a cara na vida profissional, nos negócios, no amor e na vida mas nunca perdeu a esperança que amanhã é um outro dia. Um dia melhor nem que isso custasse caixas de rivotril.

Dessas mulheres que tem ilusões, constroem castelos de castas, sonha alto nas nuvens de algodão do seu potinho e descobre que quando seu castelo desmorona e,  acorda do seu sonho de algodão, que sucesso não tem fórmula mágica, tem inspiração e muita transpiração. Levanta, respira e dá um nocaute em si mesma e diz: AGORA VAI!

Dessas mulheres que sabe seduzir e sabe também que sedução e emoção não tem nada a ver com um corpinho e pernas torneadas e um abdômen sarado. Sedução tem a ver com atitude, com olhar, com seu andar, com mistério! Sedução tem a ver com conhecimento de si mesma, de saber o que se quer e como se quer!

Dessas mulheres que ri por puro desespero quando queria mesmo era chorar um rio inteiro, mas sabe que vitimização com combina com sua ação!

Dessas mulheres que já engoliu muito sapo mas que também já disse tudo o que pensava e, descobriu que nessa caso a diplomacia pode ser o melhor caminho, mas sabe também que se for preciso tem um exercito interno inteiro para se defender!

Dessas mulheres  mães corujas, leoas e galinhas chocas que põe o filho debaixo de todo o seu amor materno e os defende e protege como se não houvesse amanhã!

Dessas mulheres solteira, casadas, mães, artistas, profissionais, executivas, empresárias, donas de casa….que independente do status estão sempre mudando, sofrendo, crescendo e se tonando mulheres plenas, mulheres que se conhecem, mulheres que sabem o que querem, donas e protagonistas da sua própria história!

Eu sou dessas mulheres, por Maricilia!

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *