Mudanças requerem coragem! Você tem?

No último fim de semana, tive a oportunidade de conhecer duas pessoas no litoral do Paraná…

Ambas tinham um ponto em comum…mudaram radicalmente de vida!

Um deles, era um funcionário publico em Brasilia, tinha um ótimo salario, estabilidade, mas num determinado momento da vida, percebeu que faltava algo…

Largou tudo, veio para o Paraná, comprou um terreno e hoje tem uma fazenda de ostras e um restaurante rustico, com a vida que sempre sonhou! Tempo para viver…apreciar cada momento…sem pressa…contato com as pessoas, com a natureza e uma serenidade, que era o que ele buscava…

A grande questão: ele ganha o mesmo que ganhava antes? Sinceramente não sei, mas a energia que ele passa e o sorriso que ele mantem no rosto, eu sinceramente acredito que não tem preço!

Segundo caso, gerente de um grande banco em Curitiba, alto salario, altas metas a serem cumpridas, pressão, correria, pouco tempo com a família…

Também largou tudo, foi para o litoral, e hoje é guia de pesca, onde tem um pequeno barco, e sai pescar com turistas, onde passa o dia literalmente “numa boa”. Quando perguntado se valeu a pena, respondeu sem pensar: Se eu soubesse como seria bom, teria feito antes…ganho menos dinheiro, mas tenho a minha vida só para mim!

Aí voltamos ao titulo do meu texto…quanta coragem esses dois tiveram, de fazer mudanças tão radicais em suas vidas? Quanta coisa eles tiveram que abrir mão para conquistar o que queriam?

Você teria coragem?

Em ambos os casos, houve um preço…mas ambos acham que valeu a pena!

É uma questão de ambição? É uma questão de saúde? O que leva as pessoas a mudarem?

Li em algum lugar, que “Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.”

Muita gente não concordaria com isso…eu mesma, não sei se abriria mão de tudo por conta de algo que ainda não tenho! Porém, confesso que a ideia me agrada…talvez não hoje, nem amanh…mas num futuro breve!

Uma musica que ouvia muito na minha infância, talvez ilustre esse sentimento:

“Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras
Pastando solenes no meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
E um filho de cuca legal
Eu plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau a pique e sapê
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros e nada mais.”

Porque sinceramente, tem dias que essa paz faz uma falta absurda e por mais que a gente tente, não consegue encontrar, porque ela está exatamente onde não estamos, conseguem entender?

O fato de perceber isso, já é um grande avanço…nessa altura da vida! Me permitir escolher o que não quero, já está sendo uma mudança e sonhar com uma vida diferente, me acalenta…

PS***: Vale lembrar que adoro minha vida, minhas conquistas, e… aos que acham que falar tendo tudo o que tenho é fácil, me liguem para saber quanto esforço levei para chegar até aqui e justamente por isso, falo da possibilidade de desacelerar.

Por Vanessa, que admira demais quem teve essa coragem e acredita que um dia vai conseguir mudar e chegar onde quer!

***Texto dedicado ao meu irmão Leandro, que não precisou mudar, porque ele tem a coragem para levar a vida que quer e é uma das melhores pessoas que conheço! Admiro demais!

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *