Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/www/html/vanessatcm.blog-dominiotemporario.com.br/web/wp-content/plugins/social-share-buttons-by-supsystic/vendor/Rsc/Menu/Page.php on line 228
A linha vermelha - Vem que a gente explica!

A linha vermelha

Aposto que mesmo sem conhecer a lenda da Linha Vermelha, sem conhecer nada sobre suas vidas anteriores nem seus planos para esta, e sem nem assistir ao filme que a Mari indicou na sexta no post Filmes para relaxar no fim de semana, você já deve ter notado a tal da linha.

Invisível, vermelha, às vezes enrolada, com nós, esticadinha, suave ou áspera ela está lá, unindo almas. Trazendo amores, preparando encontros. Esta linha pode ter milhares de quilômetros de comprimento ou apenas um mísero centímetro. Ela leva e trás, mas nunca solta. De um lado você, do outro sua alma gêmea. A tampa da sua panela!

E assim diz a lenda:

“Há muito tempo atrás, um imperador soube que em uma das províncias do seu reino vivia uma bruxa muito poderosa que tinha a capacidade de ver o fio vermelho do destino, e mandou trazê-la à sua presença.
Quando a bruxa veio, o imperador ordenou-lhe olhar à outra extremidade do seu fio e levá-lo para o que seria sua esposa. A bruxa concordou com este pedido e começou a seguir o fio.
Esta busca os levou à um mercado, onde uma pobre camponesa com um bebê nos braços oferecia seus produtos. Ao chegar onde estava esta camponesa, se colocou frente a ela e convidou-a a ficar de pé. Quando o jovem imperador se aproximou, a bruxa disse.. “Aqui termina a sua linha “.
Mas ao ouvir isso, o imperador ficou com raiva, pensando que a bruxa estava fazendo uma piada, empurrou a camponesa que ainda estava segurando seu bebê em seus braços e a fez cair, causando uma grande ferida no rosto do bebê.
Ordenou que seus guardas prendessem a bruxa e cortassem sua cabeça.
Muitos anos mais tarde, chegou a hora do imperador se casar, e sua corte o recomendou que a melhor coisa era se casar com a filha de um general poderoso. Ele aceitou!
No dia do casamento. Entrou no templo sua noiva, com um belo vestido e um véu que cobria seu completamente rosto. Ao vê-la pela primeira vez, notou que aquele bonito rosto tinha uma cicatriz peculiar na testa.”

Por Cintia, que achou linda a lenda, adorou ou filme e acredita em encontro de almas.

Vem...leia também

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *