Levante a mão quem nunca procrastinou?!

Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois. A procrastinação é um comportamento considerado normal ao ser humano, no entanto pode ser muito prejudicial quando começa a impedir o funcionamento de rotinas pessoais ou profissionais”!

Atire a primeira pedra quem nunca procrastinou?

A semana começa! Pensamos vamos lá,  agora vai. Começa energizada Bom dia!!  Boa semana!!!  tudo..recheado de boas intenções!!! Mas do nada ela aparece! A procrastinação!

Acredito ser uma mulher determinada (alguns dizem até obstinada). Faço listas e mais listas. Divido tudo pelos dias da semana. Sei exatamente o que fazer, onde fazer e porque vou fazer!! Porém, tem algumas coisas que “empaco” e quem aparece, a procrastinação!

Tudo vai bem, até aparecer um imprevisto, um compromisso de última hora, uma decisão difícil que precisa ser tomada… Que precisa ser pensada, analisada, avaliada! Daí não tem jeito, viro a rainha da procrastinação e da culpa!! Me culpo porque estou procrastinando e estou procrastinando porque estou me culpando.

Dizem por ai que procrastinar não é de todo mau! Às vezes até necessário para não sairmos por ai  afoitos tomando decisões impensadas! Dizem até que o ato de procrastinar ajuda na criatividade.

Na reportagem Procrastinar Turbina sua Criatividade, da revista Super Interessante, diz que: “que seu cérebro funciona de um jeito fácil de entender. Quando você está focado, sua mente não viaja. É como se o foco fizesse você ver apenas o palco, ao invés de reparar no teatro todo. A procrastinação desliga esse botão do foco e faz sua cabeça viajar – e aí fica livre para fazer novas e originais associações. Quando você sabe que vai trabalhar em um determinando problema e, aí, começa a procrastinar, a tarefa continua ativa na parte de trás da sua mente”, explica Adam Grant, psicólogo organizacional da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos. É quando você começa a incubar a ideia. Procrastinação te dá tempo para considerar ideias divergentes, para pensar de formas não lineares, fazer conexões inesperadas”, conclui.

Ufa, alívio! Deixar de focar só no problema pode trazer a solução!

Mas a vida segue e no dia a dia precisamos mesmo é ser ágeis e fazer o que tem que ser feito e entregar o que deve ser entregue.

O importante é saber diferenciar quando é a procrastinação que nos ajuda, e procrastinação que só atrapalha.

Como lidar com ela? Deixo algumas dicas:

1) Conheça a ti mesmo! Saiba qual é seu gatilho da procrastinação. Se ela é necessária ou se é enrolação mesmo!

2) Se tem que ser feito, faça imediatamente. Não questione! Faça!

3) Defina tarefas prioritárias e prazos. Não é porque é você com você mesmo, que não vai haver cobrança, seja duro com você mesmo!

4) No fundo, bem lá no fundo do nosso íntimo, que só nós alcançamos sabemos exatamente o que fazer. Por que não fazemos? Eis a questão! Porque às vezes a hora de fazer ainda não é chegada. Chega o momento certo, vou lá e faço o que tem que ser feito. Ufa alívio!  Porque não fiz antes? Eis a questão!

5) E por fim… adivinha quem são  noss@s maiores inimig@s? Nós mesm@s.  Nossos defeitos são só culpa nossa! Nada de terceirização! Fraquezas, falta de foco, enrolação, atraso, procrastinação são problemas nossos!

Por Mari que segue buscando o equilíbrio da procrastinação perfeita :-)!

 

 

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *