“NÃNÃNINÃNÃO” para um Não Libertador!

NÃNÃNINÃNÃO para um Não Libertador!

Em tempos de redes sociais, o que não falta diariamente são post, story, memes, frases de auto ajuda para nos lembrarmos todos os dias do poder e do benefício de saber dizer NÃO!

Mas não é tão simples quanto parece!

E você como lida com isso?

Eu já tive tempos com muitas dificuldades de dizer NÃO! Hoje (deve ser a idade) é bem mais fácil! E você?

Qual é a nossa dificuldade de dizer NÃO?

A minha é sempre, em primeira mão, de desagradar, de não magoar, de não acabar com as expectativas, de não ser o negativo, de não acabar com a alegria, de não ser aceito, de um possível rompimento! E a sua dificuldade, qual é?

Você já experimentou a sensação de dizer um NÃO bem NÃO?

Já, é foi ótima! Como disse acima a idade tem me ensinado a dizer mais NÃO de verdade do que SIM de mentirinha!

Por que devemos aprender a dizer NÃO?

Porque dizem os psicólogos, Coach, amigos e conselheiros de plantão, que é LIBERTADOR. Saber dizer não é ser você mesmo 100%  em sua essência! Dizer NÃO, alivia a alma, a consciência e nos tira o peso de uma “jamanta” das costas, só pelo fato de estamos fazendo exatamente o que nosso coração, instinto e consciência nos disse o que era para ser dito!

Então por que raios dizer NÃO é tão difícil. Não é dizer sim querendo dizer NÃO! É dizer NÃO querendo dizer NÃO! Vamos tentar entender junt@s esse dramalhão nosso de cada dia. Não se sinta só! Você não faz parte de uma minoria! Você faz parte de um grande número de pessoas que sofrem com a “sofrência” de não conseguir dizer NÃO!

Primeiramente é importante entender que o NÃO não quer dizer que estamos negando alguma coisa. O NÃO quer dizer que estamos  incapacitados ou impossibilitados de realizar algo ao aceitar uma situação. Entendendo que essa situação, caso não fosse negada nos prejudicaria, ou faríamos de qualquer jeito, sem dar tudo de nós. Dessa forma, fica fácil entender que estamos fazendo um bem para nós e para os outros.

Segundo, dizemos NÃO (esse com mais facilidade) pois fazem partes das nossas convicções políticas, religiosas, gastronômicas, de moda, e assim por diante! Isso eu não gosto! Isso não me serve! Eu não gosto dele! Isso não me faz bem! Não gosto dessa comida, dessa cor, dessa cidade, de campo, de praia…! E, não vou usar, não vou morar, não vou comer, não vou votar, só para te agradar.

Isso tudo, em hipótese alguma,  nos torna menos sensíveis, sem coração, egoísta e etc., isso quer disser que nos conhecemos muito bem e sendo assim, não vamos nos magoar e muito menos magoar ao outro, contatando uma verdade que na real é uma mentira.

Fácil de escrever e de falar, não é mesmo?! Bem mais fácil mesmo. Em teoria tudo fica mais fácil, mas ao mesmo tempo,  nada mais prático que uma boa teoria…pois:

  • O NÃO nos dá limite…onde acaba o  nós e começa o outro;
  • Coloca limites do que somos capazes de realizar ou não, e ficarmos confortável com isso;
  • Nos faz entender o que queremos e não queremos fazer;
  • Nos faz ver com clareza o que gostamos ou deixamos de gostar;
    • E aqui cabe um adendo, nada de gostar ou fazer coisa só para agradar alguém ou algo. É importante que os outros saibam o que não gostamos. A palavra NÃO é positiva e agrada a nós mesmos, além de equilibrar nossas vidas dentro e fora de nós.

Egoístinha a Mari vocês devem estar pensando! Nada de egoísmo, minha gente! Recentemente passei por uma situação  que, ao que tudo indicava o NÃO seria a resposta menos óbvia, menos esperada, a menos assertiva. Estava com medo de desagradar, de não ser mais amada, de não ser mais respeitada,  de afastar, de ser excluída e todos os medos fantasmas que possam imaginar que criamos em nossa mente. Não foi uma resposta de impulso. Foi pensada, calculada, analisada mas ia de encontro a todas as minha necessidades e vontades. A decisão? Foi NÃO e foi LIBERTADOR!

Para finalizar, pensamos junt@s, se nos queremos ser “amad@s e respeitad@s”. É importante dizer NÃO, em situações que nos prejudicam. Assim criamos respeito por nós mesmos, aumentando nossa paz e equilíbrio interno, nosso autoconhecimento,  nossa capacidade de nos agradar e por efeito cascata,  nossa autoestima se eleva na mesma proporção!

É fácil? Para uns mais, para outros menos! Mas é exercício diário. Treino e autoconhecimento.

Por Mari #pormaisnãoemnossasvidas

 

 

 

 

 

 

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *