Eu só queria ficar sozinha

Não estava deprimida, nem revoltada e muito menos infeliz! Pelo contrário, a felicidade quis dar a mão ao cansaço e isso me fez ter vontade de querer ficar sozinha, e fiquei.

Disse não à viagem em família no último feriado.

Amo a companhia dos meus filhos e marido. Amo meus sogros e família. Amo viajar. Amo calor. Então que passou?

Me dei o direito de ficar quietinha e relaxar! Me dei o direito de me curtir, de curtir minha própria companhia, de curtir o silêncio, de curtir meu lar, minha paz, de sair caminhando por aí! Egoísta? Não!!! Exausta sim, compreendida também, feliz amém!

Exausta de tanto trabalho, gosto disso.
Feliz de fazer o que gosto, show.
Cansada de correr contra o relógio, socorro.
Alegre de ver tudo correndo bem, sensacional.
De saco cheio de cuidar da casa, tenho dessas.
Radiante de ver quem eu gosto bem, sorrisos.
Irritada de não dar conta de pequenos afazeres, pausa.

Sou normal… também dou tilt!
Sou normal… preciso respirar!
Sou louca… who cares!
Sou abençoada… tenho pessoas que me entendem ao meu lado!

Foi bom para mim, que recarreguei a bateria em 100%.
Foi bom para o marido, seus pais e meus filhos que tiveram um feriado especial, só deles.
Foi bom para dar saudade.
Foi bom para começar tudo outra vez!

Beijos Cintia, que acredita que nos dar o direito, de fazer o que parece não ser direito, faz bem!

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *