Você sabe esperar?

Você sabe esperar? Eu não! Não sei, não quero saber e apresso quem sabe!

Se tem algo que me tira do sério é esperar. Seja para ser atendido, seja para receber um resultado, seja para executar um trabalho ou mesmo assar um bolo. Não gosto de esperar e pronto.

Ansiedade? Tenho também, mas crises passageiras. Me considero uma pessoa muito mais controlada e bem resolvida no quesito Síndrome do Pensamento Acelerado. O que tenho é Pressa. Ansiedade é diferente, hoje assunto levado super à sério e com características muito bem definidas, assunto para outro post.

Pressa: Vontade de que as coisas aconteçam, desejo de ver o resultado logo, de já terminar algo e partir ao próximo passo. Definição livre minha!

Quer me ver ter surtos é quando rola Cri…cri…cri…

Uma solicitação não atendida.

Uma mensagem que fica no vácuo.

Um e-mail enviado que não é respondido na sequência.

Um trabalho simples, parado na lista de espera de execuções.

Uma papo que ao invés de ir reto, faz milhares de curvas.

E ter pressa de algo que não depende de mim??? Quase infarto! Bato na porta do céu e volto.

E quando o depender de mim, tem a etapa de um terceiro antes??? Socorro… isso me corrói por dentro.

E assim vamos… se continuar listando vou entrar para o Hall das Ranzinzas. Sim, meu maior defeito. Não quero nem me imaginar velha.

Se ter paciência for virtude, vim desprovida desta.

Posso até ter carinha de boa moça, calma e paciente, mas por dentro podem saber já xinguei meio mundo. Se me deixar mais 5 minutos esperando, vou lá e faço se tiver ao meu alcance. Se não tiver ao meu alcance, xingo mais um pouquinho, pelo menos relaxa.

Beijos Cintia, que literalmente nasceu de 7 meses.

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *