Mundo Corporativo: Vida Pessoal x Vida Corporativa

Perguntinha capciosa: você consegue equilíbrio entre a sua vida profissional e sua vida pessoal? Pode parecer uma pergunta fácil de responder, mas se você parar e respirar fundo vai ver que não é bem assim.

Em algum momento ou em alguns muitos momentos você com certeza se viu em uma encruzilhada sem saber o que fazer. Demandas profissionais entrando em sua vida pessoal e vice e versa.

Fizemos uma enquete no blog e, 74% das pessoas disseram que sim conseguem equilibrar a vida pessoal com a profissional. Então, acredito que sou um ponto fora da curva, pois as vezes me vejo na dúvida.

Sou daquelas pessoas que acreditam que tudo que é demais é prejudicial. É claro que durante um período de sua vida você acaba se doando mais à vida profissional, quando está em busca de crescimento e evolução.  Em outros, a pessoal (quando encontramos um companheir@, quando nos tornamos pais, quando alguém adoece…). Enfim “n” situações para um lado e para o outro que acabam promovendo um desequilíbrio.

Porém, temos que tentar equilibrar os pratos! Hoje vejo isso como uma necessidade básica de qualquer ser humano para que tenha qualidade de vida. Se desequilibrar por muito tempo vai fazer falta do “outro” lado!

Enquanto pesquisava sobre o assunto, encontrei muitos textos que descreviam passos aparentemente certeiros e milagrosos para encontrar esse equilíbrio. Porém, sem querer ser cética, não acredito em fórmulas mágicas. Acredito que cada um deve encontrar a sua forma de equilíbrio.

Encontrei também muitos relatos de executivos de alto escalão com sérios problemas de estresse, depressão, crises de ansiedade e solidão.

Composições familiares que se dissolvem, por falta presença ou carência de um dos membros.

O mais assustador, é que cada vez mais isso veio descendo a pirâmide corporativa.

Mas há um movimento inverso que vemos crescer de forma gradativa que visa privilegiar a qualidade de vida e isso sem dúvida, está interligado ao equilíbrio.

Nem tanto ao céu, nem tanto a terra. O trabalho sim é importante por uma série de fatores e posso garantir que dinheiro não é a primeira dela. Mas apertar a tecla “f” e deixar a desejar em sua vida profissional, com certeza poderá trazer sérios problemas.

Se analisarmos melhor, nossa vida poderia ser “fatiada” como uma grande pizza de “6 fatias” ou quantas você achar que tem que ter. A minha acredito que está perfeita assim! São elas: familia, profissional, o “eu”, hobby, lazer e a saúde. 

As “fatias” não precisam necessariamente estarem igualmente do mesmo tamanho o tempo todo. Você pode ampliar ou diminuir o “sabor” da sua pizza de acordo com sua vida naquele momento e a sua necessidade.

Estou longe de ser um “guru” no assunto. Mas já vivi o suficiente até aqui para dizer que tenho experiência no equilíbrio de meus “pratinhos” em todos os 6 “pedaços de pizza” que atualmente elegi para minha vida.

Assim, segue algumas dicas para auxiliar você na montagem de sua “Pizza do Equilíbrio”:

1)      pegue uma folha em branco e anote em quantas partes você divide hoje a sua vida e quais são elas;

2)      depois, em cada, analise o que é mais urgente e precioso para você naquele “seu pedaço” (e momento) e o que tem um menor significado.

3)      num terceiro passo, elenque qual delas hoje está ocupando mais a sua vida e qual menos. Entenda o porquê.

4)      imagine se hoje poderia organizá-los de uma melhor forma, visando o equilíbrio.

5)      se não for possível de imediato, não se culpe, não se cobre. Abra a sua mente e coração.

Pronto, agora é com você! Mas não precisa ser extremamente ortodoxo! Respire fundo!

Tente ao máximo, ao “infinito e além” manter ou encontrar o equilíbrio em sua vida, aquele que entenda ser importante para você!

Por Patrícia Bertão  com um recadinho especial… Não espere nenhum dos lados entrar em colapso para sair correndo e tomar uma atitude!

 

 

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *