BATE PAPO MARCOS PIANGERS

BATE PAPO MARCOS PIANGERS

Marcos Piangers é autor do best seller O Papai é Pop, com mais de 250 mil livros vendidos e lançados em Portugal, Espanha, Inglaterra e EUA. É especialista em novas tecnologias, criatividade, inovação e uma das maiores referências sobre paternidade do país. Já deu aulas e palestras para os maiores eventos e empresas nacionais, além de ser quatro vezes palestrante do TED, a maior conferência de ideias do mundo. Seus vídeos já ultrapassaram a marca de 370 milhões de views no Facebook.

(Fonte: https://piangers.com/perfil/)

Sabe aquele bate papo gostoso que vai assim… Fluindo? Aquela pessoa que você senta e conversa e parece que você conhece há anos e anos? Esse é Marcos Piangers. A autenticidade em pessoa, carregada de um amor incondicional por ser pai! Ele transmite no jeito de falar, em seu gestual! Suas musas adoradas e inspiradoras filhas Anitta e Aurora!

E foi assim, em meio a muita chuva e trovoadas, sentimos que se abriu uma noite clara e cheia de perspectivas!

Confira no detalhe o nosso bate papo com participação especialíssima de sua filha Aurora! Imperdível!!!!

1)    VOCÊ É PAI DA ANITTA E DA AURORA. MAS SE FOSSE PAI HOJE, MUDARIA ALGUMA COISA?

Marcos: Hey pessoal do blog – Vem que a Gente Explica,  aqui Marcos Piangers respondendo às perguntas! Muito obrigado pelo carinho e vamos a elas!

Se eu fosse pai hoje, eu acho que mudaria sim.

Porque a gente vai aprendendo com os filhos. Eu aprendi com a Anitta algumas coisas e com a Aurora outras coisas. Então, hoje  se eu tivesse um outro filho, o terceiro filho, eu acho que eu seria bem mais legal e atencioso. Eu acho que com Anitta, eu poderia ter engravidado junto com a Ana, deixado de tomar cerveja por 9 meses e estaria mais preparado na hora do parto. E, também, brigado por uma licença paternidade de mais tempo, para estar mais perto dos bebês nesses primeiros momentos que são tão demandadores e difíceis para as mães.

Este momento deveria ser conduzidos pelo casal e não apenas por um cuidador.

Acho que muita coisa ia mudar assim se eu tivesse um filho hoje.  Agora se meu primeiro filho nascesse hoje, acho que eu ia cometer muitos erros porque a gente com primeiro filho comete um monte de erros. É por isso que eu digo que o segundo filho tinha que vir antes. Tinha que ser o primeiro filho daí a gente não errava tanto, né. O que você achou dessa piada Aurora (risos)?

Aurora: Achei um pouco engraçada né, porque se o segundo fosse o primeiro não ia mudar nada.

Marcos: (risos) kkkk o segundo ia ser o primeiro!

Aurora: é, porque ele ia ser o primeiro! Então primeiro é primeiro.

 

2) QUAL O SEU MAIOR MEDO DO FUTURO?

Aurora: O meu maior medo do futuro? Morrer!

Marcos: É, o meu maior medo do futuro é que a gente não permita que a sociedade evolua ao ponto das crianças serem tudo que elas podem ser né. Florescerem no seu potencial.  Acho que cada criança é um agente transformador potencial. É alguém que pode melhorar o mundo, alguém que pode transformar nossa sociedade em um lugar melhor.

Me preocupa uma sociedade que discrimina uma pessoa porque ela é menina ou discrimina ou diminui uma pessoa no seu potencial, só porque ela talvez pense diferente. Sendo que o que a gente realmente precisa para o futuro, são pessoas que pensam diferente, que questionam as ineficiências do mundo e que digam: – Olha! A gente pode ser melhor, mais humano, mais correto, mais honesto e mais gentil.

Dessa forma tem um mundo melhor. Acho que esse é meu maior medo do futuro, de que o mundo não seja melhor, mas que seja pior.

 

3)    ACHA QUE AS MÍDIAS SOCIAIS ATINGEM O FIM A QUE SE DESTINAM?

Marcos: Olha, eu acho que sim, porque o grande destino das redes sociais, o grande objetivo das redes sociais é nos viciar. Claramente, o Facebook,  YouTube e o Instagram conseguiram isso de nós.

Marcos:  Somos uma sociedade viciada nas redes sociais, nas mídias sociais. E o outro objetivo deles é ganhar dinheiro e eles estão muito bem nisso também. Parabéns Facebook. Parabéns Google. E o YouTube. Estão muito bem nisso.  Estão ganhando bastante dinheiro. Estão nos viciando.

Agora se você acha que o grande objetivo é conectar pessoas e criar um mundo com mais informação, acho que não. Porque se eu dissesse há 50 anos que no futuro teríamos a capacidade de disseminar informação, de disseminar conhecimento, de disseminar textos filosóficos, palavras de incentivo através do WhatsApp, diriam: – Cara é essa sociedade perfeita todo mundo.  Seria muito inteligente. Todo mundo saberia muita coisa! Que incrível!

E aí a gente vê hoje que todo mundo só manda fake news, um monte de vídeo bagaceiro, um monte de história e muito que não que não constrói nada, que destrói muita coisa. Nesse sentido acho que infelizmente a gente não usa as redes sociais e nem as mídias sociais como a gente poderia utilizar e em todo o seu potencial para fazer o bem.

 

4) COMO VOCÊ COMEÇOU?  

Marcos: Comecei profissionalmente fazendo jornalismo na UFSC Universidade Federal de Santa Catarina porque a mãe não tinha dinheiro para pagar uma universidade particular de Publicidade, que era o que eu queria fazer, depois de ter feito edificações da Escola Técnica Federal de Santa Catarina.

Então eu comecei a trabalhar com jornalismo, rádio, televisão, jornal e anotar todas as estorinhas que as minhas filhas falavam. Em 2015 a gente lançou Papai é Pop. O livro que a gente não esperava muito, mas vendeu 250 mil cópias.

Foi lançado em Portugal, Espanha, Catalunha e em inglês, também chamado Dad is Cool. Agora a gente vendeu os direitos do livro para fazer um filme.

Aurora: Esse filme está começando a se movimentar!

Marcos: É, eles estão no roteiro ainda!

 

5)    O QUE TE FEZ ACREDITAR QUE DARIA CERTO?

 Marcos: Eu não acreditava que daria certo! Eu acreditava que não daria certo, mas o livro encontrou uma audiência, encontrou pessoas que realmente consideram a família uma unidade capaz de transformar sociedade.

Um pai presente é algo que realmente importa. Acho que é bonito o que aconteceu e, acho que outros pais se tornam pais melhores por causa dessa mensagem e, por isso eu sou muito agradecido.

 

6)    VOCÊ TEM ALGUM RECEIO DA CHEGADA DA ADOLESCÊNCIA DAS SUAS FILHAS, QUE NA REALIDADE JÁ ESTÁ AI?

Marcos: A Anitta já chegou! Claro, todo mundo tem receio dessa época. Uma época muito difícil, muitos hormônios! Toda a constituição do lóbulo pré-frontal ainda não está bem determinada, não está bem feito.  Então aqueles conflitos são muito difíceis de se conduzir. Mas com muita conversa, paciência e com muita explicação, tratando uma criança como gente, eu acho que já é meio caminho andado.

Você tratar uma criança como se fosse uma pessoa, porque é o que ela é mesmo. Daí a gente começa a conduzir a adolescência, a passagem da adolescência de uma forma mais racional, mais calma, mais amorosa e, com certeza criar um pavimento para viver o resto da vida juntinho dos filhos, né?! Com respeito espero que sim!

 

Frases comentadas por Marcos Piangers em vídeo:

 

  1. “Todo pai é um herói para seus filhos – a não ser aquele que decide ser ausente. O papai pop é um pai presente” .

  1. “O único item de valor na vida é o tempo que você passa com quem ama.”

E o recadinho final para o blog poderia ir na vibe do vídeo – “O poder do eu te amo”.

Marcos, agradecemos a generosidade de sua entrevista! Aprendemos um pouco mais e ficamos com a pulguinha atrás da orelha…

Será que nós mães, deixamos, principalmente no nascer de nossos filhos, os pais serem realmente pais?

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *