Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/www/html/vanessatcm.blog-dominiotemporario.com.br/web/wp-content/plugins/social-share-buttons-by-supsystic/vendor/Rsc/Menu/Page.php on line 228
Humildade - Vem que a gente explica!

Humildade

Se eu fosse descrever a humildade através de um sabor, ela seria doce… Uma cor, seria azul clarinho… Uma expressão seria o abraço…

Singela, simples, mas de uma profundidade impar.

Rejeitada por muitos, buscadas por tantos outros, pertencentes a alguns…

Uma coisa é certa, aprendemos sobre ela de um jeito ou de outro. Através da dor ou do amor.

Quem dera que fosse sempre no amor…

Humildade não se grita aos quatro ventos. Simplesmente se tem.

Ouvindo o Pânico (adoro) dias atrás, o Emílio Surita disse algo como “a decadência’  é uma das melhores coisas da vida para se aprender a ser humildade.

Mas que nos faz perder a humildade? Ou nunca permitir que ela se manifeste? O conforto dos aplausos? Os troféus? A falta de visão sobre nos mesmos?

Muitas pessoas deixam o sucesso subir a cabeça, esquece. suas origens, acreditam ser superiores. Atingem o auge. Olham de cima para os pobres mortais que não foram convidados ao estrelado e sucesso.

O sucesso não é constante. Todos temos ciência disso. Pode-se subir “n” vezes a gangorra alternando entre ele e o fracasso. Posso garantir que fracassos são tão importantes quanto o sucesso.

Nunca ninguém será superior a ninguém. Em primeiro lugar somos pessoas, independente de cargos, projeção social, cor, raça, partido político ou religião.

Errou? Desça do salto e peça desculpas. Não fique no vácuo do seu orgulho.

Ouvi de uma colega no trabalho, Débora Moreira a frase: “:Aprendi que nunca sabemos tudo a ponto de não poder aprender mais, e nunca sabemos tão pouco que não podemos contribuir!”

Importante salientar que a humildade não é inimiga do amor próprio e muito menos do saber reconhecer as próprias qualidades.

Acredito que seja amiga inseparável da Gratidão..

Em resumo, a humildade é forte mas nunca perde a sua doçura

Por Pathy….

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *