Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /var/www/html/vanessatcm.blog-dominiotemporario.com.br/web/wp-content/plugins/social-share-buttons-by-supsystic/vendor/Rsc/Menu/Page.php on line 228
Onde foi que eu parei? - Vem que a gente explica!

Onde foi que eu parei?


Hoje estou assim, divagando sobre milhões de assuntos e sem conseguir concentração e foco em nenhum deles para desenvolver um novo post. Tenho a ideia, começo a escrever e logo vem a pergunta, onde foi que eu parei?

Assuntos embaralhados com vários insights que não passam do primeiro parágrafo, com frases soltas e desconexas.

Caraca, será que estou com a Síndrome do Pensamento Acelerado ou apenas com muitas ideias circulando pela cachola?

Correndo para meu “sócio” virtual, encontrei a descrição sobre a SÍndrome do Pensamento Acelerado (https://www.psicologiaviva.com.br/blog/sindrome-do-pensamento-acelerado/):

 “A Síndrome do Pensamento Acelerado foi descoberta pelo Psiquiatra Augusto Cury, que estuda o pensamento como ciência e está associada a um quadro de transtorno de ansiedade. Segundo ele, “O excesso de informação satura o córtex cerebral, produzindo uma mente hiperpensante, agitada, com baixo nível de tolerância, impaciente e sem criatividade”.

Definição assimilada. Li os possíveis sintomas no mesmo site para ver se continuava me encaixando na descrição e aí tomar providências para o “tratamento”.

SIntomas e minhas considerações:

  • Ansiedade – tenho desde que nasci;
  • Dificuldade de concentração – no momento;
  • Lapsos de memória – poucos e quase sempre “seletivos”;
  • Cansaço – não;
  • Irritabilidade – nada fora do comum;
  • Inquietação – sou desde sempre;
  • Intolerância à contrariedade – hehehe. Tô dentro;
  • Mudança de humor – não;
  • Insatisfação constante – não;
  • Sintomas psicossomáticos: dor de cabeça, dores musculares;, queda de cabelo, gastrite – não.

Dos 10 possíveis sintomas, estou no 50%. Porém, a maioria deles identifico como traços de minha personalidade e já nasci com eles. Desta forma imagino que a possibilidade de estar com a Síndrome  de Pensamento Acelerado pode ser descartada, mas mantida em alerta.

Gostei da lista  que o site divulga como “hábitos de vida” que auxiliam no tratamento:

  • Atividade física regular;
  • Momentos de relaxamento e lazer;
  • Evitar longas jornadas de trabalho 
  • Não estar conectado 24 h.
  • Encontros presenciais com amigos;
  • Se ocupar do que realmente é importante em cada momento;
  • Diminuir o ritmo;
  • Relaxar.

Dicas incríveis para melhorarmos a nossa qualidade de vida!

Epa, e nessa de tentar entender a minha falta de foco, não é que o texto saiu e as ideias se conectaram? Cheguei a conclusão que eu apenas precisava só  respirar fundo e deixar fluir. Hoje o texto foi com tempero diferente… menos emocional e mais prático!


Por Pathy confusamente com suas ideias organizadas! 

Vem...leia também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *