Sonho, prelúdio de esperança!

Esses dias, vasculhando meus guardados, encontrei dois textos que escrevi quando tinha 22 anos. Sou daquelas que tem mania de guardar coisas. Acredito que de alguma forma materializam lembranças deliciosas que vivemos. Fios condutores de experiências! Resolvi compartilhar essa crônica com vocês. Na época tinha o ballet como uma das principais coisas de minha vida. Dancei dos 4 aos 19 anos! Participei de um grupo de dança chamado “Academia Ana Flora”, fazia parte dos profissionais de dança de São Paulo […]

Continue Reading